Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019
ECONOMIA

Custo do Dia da Criança sobe menos que a inflação

Preço de serviços e presentes subiu 2,87% contra 3,97% no ano passado, diz FGV

Publicada em 03/10/19 às 07:36h - 186 visualizações

por Selviria - O seu portal de noticias.


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Redação  (Foto: Carla Carniel)

Com a economia ainda fraca e o desemprego diminuindo lentamente, a boa notícia para papais e mamães referente à economia ficou por conta da inflação de presentes e serviços para o Dia das Crianças. O índice, calculado anualmente pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV IBRE), registrou aumento de 2,87% – número inferior ao registrado para a inflação no mesmo período, de 3,97% (IPC/FGV), nos últimos 12 meses.

O levantamento apontou que as "despesas com presentes" devem representar um alívio: os preços registraram o menor avanço dos últimos 12 meses (1,01%). Os calçados infantis, por exemplo, caíram 1,50%. Já os preços das roupas variaram 2,37%. Nesse grupo, os itens que mais subiram foram: livros (4,98%) e artigos esportivos (4,74%). Computadores e periféricos (0,50%) e aparelhos celulares (1,59%) não aumentaram tanto, mas possuem nível de preço mais elevado.

"Os pais têm que avaliar se o produto cabe no orçamento, mesmo que o preço tenha caído. Um exemplo é o celular, que pode custar mais de mil reais, porém variou 1,59% – percentual bem abaixo da média da Inflação de Dia das Crianças e da inflação média do período. O bem durável pode pesar mais nesse momento, até porque algumas famílias estão sentindo o baixo crescimento econômico, outras enfrentam o drama do desemprego, e isso limita muito o orçamento familiar", analisou Braz.

Serviços

A análise por despesa revela que os gastos com lazer – grupo de serviços que registrou alta média de 4,21% – ficou acima da inflação. Nesse segmento, as maiores taxas foram registradas para: cinema (7,25%) e doces e salgados (4,22%). Ainda assim, o economista indica que vale a pena optar por um programa em família.

"Nesse momento temos que fazer aquilo que cabe no orçamento. Às vezes um passeio – ir a um teatro ou ao cinema –, apesar desses serviços terem ficado mais caros em comparação a 2018, é mais viável. Então é isso o que temos que fazer: passar mais tempo com as crianças e fazer o que dá mais prazer para elas e para a família".




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (67)98161-2220

Visitas: 509262
Usuários Online: 71
Copyright (c) 2019 - Selviria - O seu portal de noticias. - AGÊNCIA DE NOTÍCIAS ACONTECE NA SELVÍRIA - WWW.SELVIRIA.COM.BR